segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Não foi de repente, mas me formei.


Em novembro começou na minha mente uma saga de recordações, dezembro se aproximava e junto com ele chegaria minha última prova, minha última apresentação, meu último trabalho a ser entregue... Estava chegando ao fim esse longo ciclo da graduação. Muitas coisas passavam pela minha mente e acho que muitas coisas passam na cabeça de todos quando estamos perto de nos formar!


Lembrei-me do início, das palavras que ouvi... Ouvi coisas como: “Você é nosso orgulho”; “Porque você não faz um curso técnico? Vai terminar mais rápido”; “Você pode fazer um curso mais simples!”; “Sabia que você ia conseguir”; “Você merece!”; “Você é pobre como vai se manter tantos anos sem trabalhar?”; “Acho melhor você procurar um emprego”; “Você sonha alto demais”... Posso dizer que ouvi muitas palavras de motivação, mas com diferentes objetivos por parte de que as dizia.

Fui mais fundo em minhas recordações, lembrei-me de quando ainda era adolescente e meu sonho era entrar em uma universidade pública; na época meu sonho era um pouco diferente do sonho das meninas com quem brincava cujo sonho era crescer, casar e ter uma bela família. Eu me achava meio diferente e nem ligava, eu queria ser diferente!

Queria ser a primeira da família a entrar e concluir meu nível superior em uma universidade pública; queria mostrar pra mim mesma que isso era possível. E de certa forma queria mostrar também que não precisamos seguir o caminho que esperam pra quem vive em uma comunidade, podemos mudar a nossa ‘realidade’. Contudo não foi fácil, acho que nunca é fácil...

Não sei se em todos os cursos são assim, mas sei que na engenharia química algumas matérias te enlouquecem! Aquela lógica de que basta estudar para ir bem é rompida, você tira notas baixas e ainda assim gosta daquelas matérias; meio louco, eu sei. E é a persistência que nos mantem firmes período após período; apesar das notas não tão boas, das noites mal dormidas, da ausência nos passeios com a família e com os amigos...

Apesar disso tudo existia um sonho em mim e eu não ia abandoná-lo. Eu não escolhi engenharia química só pela possibilidade de ganhar bem, eu gosto do meu curso e na faculdade fiquei ainda mais apaixonada por esta linda profissão; então, apesar das dificuldades, existia uma motivação maior que me ajudava a continuar.   

Não foi fácil, não foi mesmo... Ganhei cabelos brancos, perdi alguns quilos, fiquei tensa e estressa nas épocas das provas, passei madrugadas estudando, passei dias inteiros na UERJ, às vezes, chegava em casa só para dormir (ou continuar estudando na madrugada), não tinha dinheiro, contava os trocados para pagar a passagem, as xerox, para tentar comprar alguns livros...   

No meio dessa correria, desses estresses; Deus sempre foi meu porto seguro e meu melhor amigo. Quando me sentia saturada com tudo, Ele era meu confidente; quando eu achava que não ia dar certo, Ele me motivava e quando eu pensei que a faculdade era apenas um sonho de infância meu, Ele acrescentou qualidades eternas aos meus anos na UERJ. Ele me mostrou que os planos Dele são sempre mais altos do que o meu e por isso são também mais desafiadores, contudo nada é impossível para Ele.

Ainda no primeiro ano da faculdade conheci o Alfa e Ômega, um movimento estudantil cristão que visa viver e compartilhar Cristo nas universidades. Foi algo que eu não tinha planejado antes, mas, depois de alguns meses avaliando esse movimento (rs), resolvi me envolver com esse pessoal. Minha rotina universitária que já era meio corrida e sem tempo, ficou ainda mais e, por incrível que pareça, esses foram os melhores anos da minha vida!


Os anos de graduação não foram só glamour, mas também não foram só estresse. Eu conheci pessoas incríveis, fiz amigos, cresci profissionalmente e como pessoa, cresci espiritualmente, fortaleci meu relacionamento com Deus e ainda pude participar do crescimento espiritual de algumas pessoas; eu vivi momentos que não tinha nem sonhado, pois nem sabia que eram possíveis.  

O mundo, a sociedade cobra muito da gente e nós também nos cobramos muito. Ficamos preocupados com o que será do futuro, com o emprego que vamos ter, com o carro e a casa que queremos comprar... E não vivemos, não vivemos o hoje; estamos sempre ansiosos e neste momento de “crise” estamos preocupados, estressados, sem muitas esperanças... Não sabemos lidar com essa situação, pois não está no nosso controle.

E como eu não sou melhor do que ninguém, neste mês também pensei nessas coisas, há em mim também certa preocupação; mas aí eu converso com meu melhor amigo (Deus) e Ele me fez lembrar de tudo que eu já vivi e como Ele até hoje nunca falhou. Ele nos convida a ser dependente Dele, deixar com Ele nossas ansiedades e descansar porque Ele tem cuidado de nós. Foi isso que eu vivi e aprendi nesses anos de graduação e é assim que eu quero sempre viver.

Eu devo dar o meu melhor em tudo que eu faço, mas mesmo assim eu não posso garantir que serei "bem sucedida". E Deus é tão perfeito que Ele sabe como somos seres pequenos, presos nessas coisas efêmeras e mesmo assim Ele nos ama e cuida de nós. Então, quando esses anseios chegam eu falo (e, às vezes, reclamo) com Deus e Ele cumpri sua Palavra e traz paz ao meu coração.

E no meio dessas muitas recordações, das palavras que ouvi, das pessoas que caminharam comigo, dos amigos que eu fiz, dos amigos que se mantiveram comigo durante esses anos... Eu só tenho a agradecer mesmo. Obrigada, pessoas! Eu amo vocês <3 

Esse mês, meu último mês como aluna da graduação, me fez oscilar em diferentes sentimentos e sensações... Uma das piores sensações foi aquela possibilidade de ter que ficar mais um período na faculdade por causa de UMA matéria e o pior é que ela nem é tão importante assim pro meu curso (uma matéria do 4° período que eu enrolei pra puxar hahaha). E, com certeza, a melhor sensação foi olhar aquela última nota que faltava no aluno online. Completei o fluxograma! Uou!!!


É isso, gente =D Mãe, pai, família, amigos, me formei! \o/




Não sei o que será do amanhã, mas sei que hoje quero apenas agradecer por tudo e por todos que tenho em minha vida. Afinal o dia de amanhã o Senhor cuidará!

Obrigada, Pai!


"A vida passa logo, e nós desaparecemos. Ensina-nos como são poucos 
os dias da nossa vida para que tenhamos um coração sábio. 
Alimenta-nos pela manhã com teu amor para que cantemos e nos alegremos 
a vida inteira. Derrama sobre nós as tuas bênçãos, ó Senhor, nosso Deus! 
Dá-nos sucesso em tudo o que fizermos, sim, dá-nos sucesso em tudo." 
(Salmo 90: 10b, 12, 14 e 17) 

sábado, 17 de dezembro de 2016

Tem alguém aí?

1, 2, 3, testando…
Alguém aí?
(Não, pior que não.)

Não há disponibilidade,
Não há tempo!
Há apenas compromissos
E responsabilidades…  

Rotinas cansativas,
Dias corridos.
Um sorriso sem graça no rosto,
Olheiras?
Não, corretivo facial.

Alguém aí?
Talvez sim,
Mas as muitas tarefas têm prazos para serem executadas…   
Não dá nem pra responder perguntas simples.

Peter Pan que fora esperto
Preferiu não crescer.
Ele sim sempre estava aí,
Disponível, com tempo, sempre pronto pra responder.  

Mas a terra do nunca
Não existe...
(Aqui está mais pra terra do agora, do imediatismo).
As tarefas, compromissos, responsabilidades existem…
(E até se acumulam).
O tempo passa, as pessoas crescem.

Parece-me que o pequeno príncipe sabia disso... 
E ainda assim ele preferiu viver intensamente os momentos, 
Pois sabia que eles iam passar. 
Deu valor a cada singularidade do dia, aos detalhes,
A tudo que o cativava.

Desculpe a insistência,
Mas preciso, melhor,
Você precisa saber:
Há alguém aí?

Alguém que investe tempo em boas conversas,
Apesar de não ter tempo.
Alguém que sorri, canta, dança, faz coisas que gosta...  
Apesar das rotinas diárias.
Alguém que vive!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Uma pausa para agradecer :)

Tantas coisas que eu tenho para Te agradecer 

E muitas vezes eu esqueço de dizer. 

Deixo-me levar pela correria desse mundo 

Cada vez mais acelerado. 

Como sou falha, Pai... 


Teu cuidado é tão presente, 

Teu amor, que diariamente me constrange, 

Nunca se esgota 

Quando penso que muito já fizeste por mim 

Tu me mostras que Tuas misericórdias não têm fim. 

Eu Te agradeço, Pai. 


Te agradeço por me surpreender 

E muitas vezes me mostrar que Contigo eu posso mais. 

Minha limitação e pequenez 

Não são empecilhos para Ti. 

É tão natural o Teu agir sobrenatural. 


Tu és a fonte de água viva, 

O pão vivo. 

A única fonte inesgotável  

Que pode saciar a minha fome, a minha sede... 

Deste-me vida! 


Não há como agradecer-Te apenas com palavras, 

E nada que eu faça será suficiente 

Para demostrar toda gratidão que há em mim. 

São tantas coisas que eu tenho para Te agradecer... 


Por isso não quero falar dos meus anseios, 

Dos meus desejos e dos muitos pedidos que sempre faço. 

Pelo menos não hoje, não agora... 

Quero apenas Te agradecer! 

Obrigada, Pai. 


Teu cuidado é tão presente, 

Teu amor nunca se esgota, 

Tuas misericórdias não têm fim... 

A cada manhã novos motivos eu tenho para Te agradecer. 

Muito já fizeste por mim 

E continuas me dando ainda mais motivos para ser grata! 


A cada nova manhã, 

Novo entardecer...  

Até ao anoitecer 

Motivos não me faltam para Te agradecer! 

E mesmo assim, muitas vezes eu esqueço de dizer:  

Obrigada.

domingo, 16 de outubro de 2016

Fragilidade

Esses dias em que tenho tido febre, dores e frequentes tonturas; estive pensando como somos frágeis… 
Ainda que eu quase não fique doente, um resfriado foi capaz de me deixar com febre durante dias. E por mais forte que eu queira ser, quando minha respiração tornou-se dificultosa, eu não consegui controlá-la… Senti-me meio sufocada, como se o ar fosse pouco e antes que terminasse meus pensamentos, desmaiei.  
Durante dias tive dificuldade para ficar em lugares fechado, não estava com medo dos lugares (algumas pessoas chegaram a cogitar isso); mas, involuntariamente, quando me dava conta já estava com dificuldades para respirar, ficando tonta… nunca precisei tanto me concentrar para respirar lentamente.
Dormi cedo, acordei de madrugada, troquei de trem porque não conseguia respirar direito, sentei enquanto as pessoas continuavam de pé acompanhando as músicas no culto; senti-me frágil, mais do que já tinha me sentido antes. Eu não estava com medo de sair de casa, não ficava o tempo todo pensando nas dores que sentia nas costas e a tarde, mesmo já esperando, nem sempre percebia quando a febre surgia. Meu rosto aparentava-se ora pálido ora avermelhado e quente. Estava em uma nova rotina totalmente estranha pra mim… (Eu já não gosto de rotinas e essa conseguiu ser ainda pior!).
Algumas pessoas preocupavam-se, outras nem tanto e muitos nem sabiam… Normal! Estamos cercados por tantas pessoas e nem sabemos como elas estão de fato, temos uma empatia seletiva. 
Somos frágeis, não temos o controle de nada mesmo... Isso foi o que mais pensei durantes esses dias. A verdade é que a nossa vida é como um sopro, temos em nós um sopro de vida e a cada dia é como se ele diminuísse e nossos dias também. Somos frágeis e passageiros, pelo menos, neste mundo. E mesmo sabendo disso não temos o menor controle sobre essas coisas. 
Não podemos escolher, por exemplo, quando ficar ou não doente; até quando viver ou qual seria o melhor dia para morrer. Estamos vivendo, às vezes ficamos doentes e certamente um dia nosso fôlego de vida acabará. Existe um tempo determinado para todas as coisas, mas não fomos nós que o determinamos... 
E eu fico me perguntando: O que tenho feito dos meus dias? Como tenho vivido? Será que eu reparo nas pessoas em minha volta? Como está o meu relacionamento com Deus? E com as pessoas?... E você? Já parou pra pensar nessas coisas? 
Somos efêmeros, porém caminhamos para a eternidade. Meio louco, eu sei. Mas serão esses poucos anos aqui vividos que nos dirão onde e com quem passaremos a eternidade... 

Não trabalhem pela comida que se estraga, mas pela comida 
que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do 
homem lhes dará. Deus, o Pai, nele colocou 
o seu selo de aprovação.” (João 6: 27)

Esta é a vida eterna: que te conheçam, o único Deus verdadeiro, 
e a Jesus Cristo, a quem enviaste. (João 17:3)

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Simplicidade

Rir de coisas bobas, 

Aproveitar os momentos agradáveis, 

Às vezes, sem nem perceber o tempo passar... 

Valorizar, viver a simplicidade! 

Ser feliz 

Mesmo parecendo ser boba. 


O mundo pesa demais, 

Mas o fardo que carrego 

É leve… 

Cristo aliviou meu cansaço, 

Pois seu jugo é suave! 


Ver o sol nascer e depois se pôr, 

As estrelas no céu 

Ou a chuva ao cair… 

Respirar fundo e também lentamente, 

Admirar a criação, 

Mesmo sem conseguir contemplar toda sua dimensão. 


Rir sozinha 

Ou mesmo para estranhos 

É bobo (ou até meio doido), mas e daí? 

A vida pode ser leve, 

Assim como é simples sorrir! 


sexta-feira, 5 de agosto de 2016

O Infinito Unitário

Deus é infinito e também é unitário… 


De tamanho imensurável, 

De um amor que não se esgota, 

Ele não está limitado aos nossos versos, poesias, canções… 

As nossas definições. 


Ele é mais, 

Sim, Ele é! 

Ele é único. 

É a vida, é o Criador, é o eterno… 

É perfeito. 


E sem preocupar-se com as leis da física 

Através de seu Espírito, que igualmente não pode ser ‘dimensionado’, 

Ele habita em nós. 

Nós seres efêmeros, finitos e facilmente dimensionáveis, 

Pelo menos metricamente. 


Hoje O conhecemos em “partes”, 

Talvez, por isso, seja impossível conseguirmos defini-Lo; 

Mas um dia O conheceremos na plenitude. 

Um dia no qual não estaremos mais limitados por este corpo efêmero, 

Por esta visão limitada, 

Por essas dimensões que conhecemos… 


Na plenitude “dos tempos” 

Neste dia não mais mediremos a vida por anos, 

Não estaremos mais presos nessas coisas efêmeras… 

Estaremos em casa, 

Lugar que mesmo sem lembrar ansiamos por estar. 

Estaremos eternamente com Ele  

Na eternidade. 


Mas, 

Enquanto o dia não chega, 

Prosseguimos diariamente em conhecê-Lo mais… 

Vivendo em comunhão 

Com Ele 

E com os irmãos!







quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Pensando, escrevendo e aos poucos esquecendo...

Caneta e papel 

Os pensamentos agitados 

Vem e vão.

 

Assim vai criando, 

Seus versos soltos 

Tentando colocar no papel 

E transmiti um pouco 

A turbulência que existe 

Em seu interior. 


A caneta escrevendo 

Não acompanha no todo 

Os pensamentos 

Que vem e vão. 

Sempre tão acelerados, 

Perdendo o compasso… 

Nem lembra mais o que pensou. 


Pensando 

E escrevendo 

Assim vai tentando 

Guardar, pelo menos, um pouco 

Os pensamentos 

Que daqui a pouco se vão. 


Antes que termine a primeira frase, 

Talvez a segunda 

Já tenha até se perdido… 

Esses versos soltos 

Nunca transmitirão 

Os pensamentos 

No todo. 


Mas, 

Sempre que tiver 

Caneta e papel 

Continuará criando 

Seus versos soltos. 


E mesmo que tudo 

Daqui a pouco esqueça 

Ainda lembrará, um pouco, 

A turbulência que sempre 

Existiu em seu interior. 



Os pensamentos agitados 

Sempre 

Vem e vão... 






segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Projeto na Greve ;)

Cuidar, 

Envolver-se, 

Relacionar-se… 

Amar. 


Servir. 

Ser discípulo em todo o tempo... 

Guiados pelo Espírito, 

Compartilhando Cristo. 


Amar sem reservas, 

Sem rotular 

E até mesmo sem esperar reciprocidade. 

Seguindo o exemplo de Cristo… 


Compartilhar o que temos: 

O amor que de Cristo recebemos 

E a vida que pela graça nos foi dada. 

Somos luz! 


O Cristo Salvador ao mundo veio 

E mesmo hoje com tanto relativismo 

Ele continua sendo a Verdade! 

E é apenas isso que precisamos transmitir...  


Conversar, 

Ouvir e compartilhar. 

A Verdade transforma 

E nós temos o privilégio e a responsabilidade de transmiti-La.


"Até que cada estudante conheça alguém que 

verdadeiramente segue a Cristo." 









sábado, 2 de julho de 2016

Deixando-me dominar...

Mesmo existindo em mim

Um anseio pela eternidade

Ainda me pego presa

Nesse imediatismo do meu tempo.


Quando percebo que nada posso fazer

Ainda tendo a descrer…

Deixo-me ser dominada

Por minhas dúvidas.


E quando as incertezas gritam dentro de mim,

O eco desses gritos

Atinge minha confiança.


E sem perceber

Fico inquieta,

Preocupo-me com o amanhã.

Mesmo sabendo que tens cuidado de mim…


Sei que tudo fazes com perfeição. 

Contudo, eu continuo sendo falha 

E por vezes sigo "meus achismos" 

E não tua direção... 


Acrescentas a minha fé

Este é meu pedido diário!

Não é tão fácil viver pela fé…


sábado, 26 de março de 2016

Quando eu penso no IDE...

Eu penso em missões, eu penso em desafios, 

Eu vejo uma longa estrada, 

Eu sinto e eu tenho receios, dúvidas, incertezas... 

Eu vejo dependência. 


Eu vejo atos, eu vejo amor, 

Eu penso em lugares sendo alcançados... 

Eu vejo a materialização da fé!  

Eu vejo Deus nos permitindo e nos convidando 

Para participar do que Ele está fazendo. 


Quando eu penso no IDE, 

Eu me perco em muitos pensamentos... 

Eu vejo muitas coisas interligadas 

E eu percebo que não posso deixar de fazer parte disso! 


Eu vejo muitas pessoas envolvidas...   

Mas quando comparados à população mundial, 

Numericamente, somos poucos. 

Eu penso em união, eu vejo cooperação 

E neste cenário, eu vejo a expansão do Reino. 


Eu penso em amigos, eu vejo irmãos, eu penso em novos amigos irmãos... 

Eu percebo que não sei definir o IDE (na verdade eu não sou boa com definições) 

O IDE não é uma simples sugestão de Cristo, 

Mas também não é a obrigação que me move a ir. 


Eu sei que há desafios, envolve obediência, dependência... 

Gratidão! 

Mas se eu não tiver amor... 

Amá-Lo me move, me constrange e me faz amar. 


Quando eu penso no IDE, 

Eu penso que só há uma alternativa: 

Fazer parte do que Ele já está fazendo. 

E não importa o lugar, pois é Ele quem vai me guiar. 

Por isso só me resta dizer: eis-me aqui! 

terça-feira, 22 de março de 2016

Eu tenho amigos

Eu tenho amigos que são pra vida toda 

E alguns que são pra toda eternidade. (acho que vamos nos aturar bastante!) 

Eu tenho amigos que se tornaram irmãos 

E eu tenho irmãos que são bons amigos. 


Eu tenho amigos que falam muito 

E outros que preferem ouvir. 

Eu tenho amigos parecem ser sérios 

E alguns nem tentando conseguem parecer sérios. 


Eu tenho amigos que se for conversar pelo telefone é melhor se acomodar porque a ligação será longa. 

Eu tenho amigos que gostam de ficar o dia todo conversando, 

Mesmo que seja por mensagem ou simples emoji no whatsapp. 

Eu tenho amigos que parecem preferir guardar o assunto durante um bom tempo 

E assim, quando nos falamos, viramos a noite conversando. 


Eu tenho amigos que conhecem minhas caras e bocas. 

Eu tenho amigos que pra conversar nem precisamos usar palavras 

Bastar um olhar, um sorriso… As entrelinhas tornaram-se tão eficientes! 

Seja por ligação, por mensagem ou pelo olhar… Amigos se entendem. 


Amigos não são amigos só porque gostam da zoeira que fazem juntos. 

Amigos são amigos porque se importam, se preocupam, porque se amam… 

Não é simplesmente querer saber se estás feliz ou triste, 

Mas é querer saber porque estamos felizes ou tristes… 


Sim, amigos compartilham dores e alegrias! 

Amigos riem juntos e também choram. 

Suas dúvidas, inquietações e até insônias… 

Deixam de ser só suas quando tens amigos. 


Esse texto só tem sentido porque 

Eu tenho amigos 

Isso não requer explicação, 

Mas em mim gera gratidão! 


Cristo, meu melhor amigo, já me mostrou a importância da amizade 

E como somos transformados através das amizades que temos! 

Hoje uso cada vez mais a segunda pessoa nas minhas frases, 

Falar oxente, véio, massa, barril e até gracias tornou-se normal (porém égua ainda é demais pra mim!) 

Amizades influenciam… 


Eu não vou fazer como o cantor que guardou os amigos no peito… 

Não, não mesmo! 

Eu não vou guardar minhas amizades 

Eu vou usufruir delas todos os dias. 


Vou investir meu tempo, vou perder a noção do tempo… 

Horas, meses, anos podem passar e eu continuarei sendo grata por vocês existirem! 

E mesmo que eu não veja todos, todos os dias… Todos os dias eu lembro de vocês. 

Vocês são motivos da minha oração seja pedindo ou em gratidão. 


Minhas histórias não seriam as mesmas se me tirassem os amigos…